NOTÍCIAS

Natura apresenta Gratia, segundo disco do grupo Sertanília

 
 
 Natura apresenta Gratia, segundo disco do grupo Sertanília

Patrocinado pelo Governo da Bahia através do Fazcultura, álbum homenageia as mulheres sertanejas e sua resiliência e conta com participações do violoncelista Jaques Morelenbaum, da cantora e rabequeira Renata Rosa e da cantora espanhola Guadi Galego

 

O grupo baiano Sertanília lança seu segundo disco, intitulado Gratia (Natura Musical). O álbum conta com 14 faixas, das quais nove são autorais. Com Gratia, o Sertanília aprofunda sua viagem ao universo do sertão antigo, iniciada em seu primeiro trabalho, Ancestral (2012). O álbum está disponível em streaming no portal Natura Musical (www.naturamusical.com.br) a partir de 24 de março. Os shows de lançamento ocorrem em Vitória da Conquista, dia 30 de março, em Feira de Santana, dia 1º de abril, e em Salvador, dia 8 de abril.

 

Pautado na tradição da folia de reis do Alto Sertão baiano (sudoeste do estado), manifestação que guarda contornos medievais devido ao isolamento da região, nesse novo disco o grupo mantém sua busca por uma sonoridade que mescla os elementos da tradição com a linguagem da música pop contemporânea. Na intenção de soar atual sem perder a essência da sua proposta, Gratia traz o grupo mais pesado, com a percussão mais presente, lançando mão de camadas de cordas e vocais.

 

O disco teve produção musical de Anderson Cunha, que também produziu o Ancestral, e que no palco assume a viola, ao lado de Aiace (vocais) e Diogo Flórez (percussão). O grupo é ainda acompanhado pelos músicos João Almy (violão), Ricardo Erick (violoncelo), Mariana Marin (percussão), Raul Pitanga (percussão).

 

O projeto, que inclui a gravação do disco e shows de lançamento, foi selecionado por uma comissão de especialistas para receber o patrocínio do edital Natura Musical Bahia 2014, com apoio do Governo da Bahia através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. “O Natura Musical foi criado para valorizar a música brasileira em diferentes estágios, fomentando a renovação da produção e prezando pela preservação de nosso legado musical. De 2012 a 2016, o edital Bahia contemplou 22 projetos que vão desde a digitalização do acervo de Batatinha e o primeiro DVD do Ilê Aiyê a novos trabalhos de artistas como Russo Passapusso, Larissa Luz, Manuela Rodrigues e, agora, no início de 2017, de Giovani Cidreira e do grupo Sertanília", diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

A produção é de Edmilia Barros, que conta com apoio do Coletivo Suiça Bahiana em Vitória da Conquista, do Feira Coletivo em Feira de Santana, e do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) em Salvador.

 

Mais sobre o Sertanilia: www.sertanilia.com.br

 

Convidados

O Sertanília mergulhou em suas pesquisas em busca de elementos para narrar essa história e convidou alguns artistas para ilustrar a narrativa. Por ser um disco que, como o Ancestral, canta o encontro de matrizes ancestrais no sertão, o Gratia homenageia as mulheres sertanejas e sua resiliência diante da vida cheia de dificuldades.

 

Uma delas é Dona Vande (retratada na capa do disco), uma lavradora do distrito de Pajeú do Vento, município de Caetité, que comanda o Terno de Reis herdado de seu pai e formado por suas filhas e irmãs. Numa manifestação popular tradicionalmente masculina, Dona Vande quebra tabus, ignora o preconceito e mantém viva a tradição da Folia de Reis em sua terra.

 

O grupo viajou até a Galícia para gravar com a cantora Guadi Galego, artista espanhola, vocalista do grupo Berroguetto, que tem sua obra pautada nas raízes da música ibérica. Para Anderson Cunha, a participação de Guadi Galego surgiu da afinidade musical entre ela e o Sertanília: “Ela é uma grande artista da Galícia, e já admirávamos há muito tempo seu trabalho. Nossa herança ibérica não poderia estar melhor representada”. Galego canta na faixa “Devagar”, que conta ainda com o violoncelista Jaques Morelenbaum, artista com longa trajetória na música brasileira. “Como o celo é uma das características da nossa sonoridade, sempre imaginamos como seria se o Jaques tocasse conosco e foi incrível o resultado, com ele contribuindo com toda a experiência e percebendo nossa obra sob outro olhar”, conta Anderson. Jaques também gravou os celos na faixa “Castela”.

 

A faixa “O Mundo de Dentro da Minha Cabeça”, parceria de Anderson Cunha com o músico Juliano Holanda (PE), contou com a participação da cantora e rabequeira Renata Rosa, radicada em Pernambuco. O grupo sempre admirou seu jeito de ler a tradição popular, e por isso o trabalho de Renata tem grande influência para a sonoridade do Sertanília. Anderson declara que “ter Renata participando do disco é como fechar um ciclo de construção do trabalho, revisitando e agradecendo, tanto pela sua obra como pela gentileza”.

 

A contribuição pernambucana para o Gratia contou ainda com o produtor musical Buguinha Dub, que já trabalhou com Nação Zumbi e Cordel do Fogo Encantado, para gravar ao vivo em estúdio as percussões do disco, uma concepção diferente e mais pesada que o primeiro disco.

 

O álbum

A temática central de Gratia é o sagrado feminino, a relação mística do homem “sertanês” com a terra, o respeito à natureza que tudo provê e a confiança na Graça para a permanência da vida. A narrativa volta no passado ao encontro do imigrante galego-português com o índio e o africano cativo, e como isso resultou na formação do povo “sertanês” e suas manifestações únicas e essencialmente brasileiras. É um disco que fala de desterro, saudade e abandono, e readaptação, soando muitas vezes soturno e denso, sem perder o lirismo e a suavidade característicos do Sertanília.

 

Gratia tem a mulher como fio condutor para contar a história desse encontro. Dona Vande, Dona Leonídia, Renata e Guadi são personagens que retratam a música em diferentes contextos e caminhos, mas que se encontra no Sertão e se reinventa numa música nova, rica e brasileira.

Sobre o Natura Musical

Com doze anos de existência, o Natura Musical - programa criado para valorizar a música brasileira -, tem hoje uma forte assinatura na renovação e preservação da nossa música: já apoiou mais de 1350 produtos culturais (mais de 1200 shows, 132 CDs, 26 DVDs, 21 livros e 5 filmes) chegando diretamente a 1,3 milhão de pessoas, com mais de 1,3 milhões de seguidores no ambiente digital.

 

São patrocinados projetos prioritariamente por meio de editais públicos, que selecionam projetos de diversos formatos e estágios da produção cultural em nível nacional, com uso das Leis Rouanet e Audiovisual, e em nível regional, com uso de ICMS, conforme a disponibilidade de recursos.

 

A marca atua no mercado musical lançando em média 20 discos por ano, com destaques em listas de melhores do ano e premiações nacionais e internacionais. Neste ano, com a inauguração da Casa Natura Musical, em São Paulo, pretende dobrar seu papel no setor de entretenimento, atualmente em torno de 120 shows por ano. No ambiente digital, os canais Natura Musical são plataforma para o lançamento de singles, obras completas e outros conteúdos musicais exclusivos dos projetos patrocinados, com acesso gratuito.

 

Sobre a Natura

Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza. Líder no setor de venda direta no Brasil, registrou R$ 7,9 bilhões de receita líquida em 2015, possui mais de 7 mil colaboradores, 1,8 milhão de consultoras e operações na Argentina, no Chile, no México, no Peru, na Colômbia e na França. Foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação B Corp no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. A estrutura da companhia é composta por fábricas em Cajamar (SP) e Benevides (PA), oito centros de distribuição no Brasil, um hub logístico em Itupeva (SP) e centros de Pesquisa e Tecnologia em São Paulo (SP) e Nova York (EUA). Detém o controle da fabricante australiana de cosméticos Aesop, com lojas em países da Oceania, Ásia, Europa e América do Norte. Produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as consultoras Natura, pela Rede Natura rede.natura.net, por meio do app Natura ou nas lojas nos shoppings Morumbi, Villa Lobos, Pátio Paulista, Eldorado e Anália Franco, em São Paulo. Para mais informações sobre a empresa, visite www.natura.com.br e confira os seus perfis nas seguintes redes sociais: Linkedin, Facebook, Twitter e Youtube.


Natura apresenta GRATIA – Shows de lançamento do grupo Sertanília

 

VITÓRIA DA CONQUISTA

data: 30 de março de 2017 (quinta-feira)

local: Underground Pub (Praça João Gonçalves - Centro)

horário: 20h

ingresso: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

abertura: Ana Barroso

 

FEIRA DE SANTANA

data: 1º de abril de 2017 (sábado)

local: Armazém Privilege (Capuchinhos)

horário: 22h

ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

abertura: Bruno Bezerra / Roça Sound

 

SALVADOR

data: 08 de abril de 2017 (sábado)

local: Largo Tereza Batista (Pelourinho)

ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

horário: 21h

convidada especial: Renata Rosa (PE)

 

?PRODUÇÃO: Edmilia Barros

APOIO: Suíça Bahiana, Feira Coletivo e Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI)

PATROCÍNIO: Natura e Governo do Estado da Bahia através do Fazcultura.

 

GRATIA | FICHA TÉCNICA

Produzido por Anderson Cunha

Produção executiva: Edmilia Barros

Arranjos de Cordas: Anderson Cunha

Arranjos de Percussão: Anderson Cunha, Diogo Flórez, Raul Pitanga e Mariana Marin

Percussões gravadas por Buguinha nos Estúdios WR (Salvador)

Voz gravada por Pablo Moreno Pires no estúdio 12X8 (Salvador)

Cordas gravadas por Anderson Cunha no estúdio Attitude Áudio Criação (Salvador)

Jaques Morelenbaum gravado por Estevão Casé no Rockit! Estúdio (Rio de Janeiro)

Renata Rosa gravada por Francois Baurin no Splendid’ Recording Studio (Paris)

Guadi Galego gravada em home studio em Santiago de Compostela (Galícia - Espanha)

Mixado por Gustavo Lenza

Masterizado por Felipe Tichauer em Miami (USA)

Arte: Pietro Leal

Fotos da banda: Léo Monteiro

Foto da capa (Dona Vande): Kaya Verruno

Fotos adicionais da capa: Jéssica Ohana

 

FAIXAS

GRATIA (Anderson Cunha)

VINHETA - SEU JOÃOZINHO

CORRE CANTO (Anderson Cunha)

BALADA PARA UMA VINGANÇA (Anderson Cunha / Juliano Holanda)

VINHETA - CANTO DE CHEGADA DO REISADO DA FAZENDA BOA SORTE

O MUNDO DE DENTRO DA MINHA CABEÇA (Anderson Cunha / Juliano Holanda)

CASTELA (Anderson Cunha) 

DEVAGAR (Anderson Cunha)

GADO MANSO (Anderson Cunha)  

VINHETA - PAVÃO PAVÃOZINHO - REISADO DA FAZENDA BOA SORTE 

A CONFISSÃO (Anderson Cunha) 

FLORES DO VERDE PINHO (Domínio Público)  

VINHETA - ANUNCIAÇÃO DO TERNO DE REIS DE CONTENDAS

TUDO TEM UM TEMPO (Anderson Cunha)

 

INFORMAÇÕES À IMPRENSA:

Ana Camila Comunicação & Cultura

Jornalista responsável: Ana Camila

Contatos: (71) 99148-4281 | contato@anacamila.com


Assessoria de imprensa Natura Musical

Conteúdo Comunicação

Telefone: (11) 5056-9800

Paula Vianna: paula.vianna@conteudonet.com

Claudio Sá: claudio.sa@conteudonet.com